Capitulo 3 - (publicado em 25/11/2019)

Em cena: os espectadores!

Nos dois capítulos anteriores falamos de horários, conforto e acessibilidade. Hoje vamos falar da figura mais importante de todas sem o qual o teatro não existe! Sim, porque para o ator e produtores teatrais o teatro é o público! E é para o público que esses profissionais trabalham durante dias, semanas e até meses preparando e ensaiando um espetáculo que será apreciado por uma ou três horas no máximo pelos espectadores, não importa quantos. Pode ser em um espaço pequeno, para menos de 50 pessoas, até um grande teatro com 1.200 lugares ou mais. Essa é a magia do teatro. A emoção ali pertinho, no palco e ao vivo!
 

Mas e o que se espera desse público? O que pode engrandecer ou prejudicar um espetáculo a partir do comportamento de uma plateia? Em primeiro lugar, diferentemente dos cinemas, pipocas, balinhas e celulares não deveriam frequentar as salas de teatro, pois incomodam tanto aos demais espectadores como à performance e concentração dos atores. O ruído de um celular tocando no meio de uma peça ou o barulhinho constante do saquinho de amendoim e o croc-croc do seu consumidor tornam-se irritantes e inadequedos em qualquer tipo de espetáculo que não seja circense (nada contra o circo, muito pelo contrário). E o mais impressionante é que existem teatros que ainda estimulam o consumo desses alimentos e guloseimas, vendendo-os dentro do próprio teatro, em sua sala de espera. Alguns chegam até a colocar vendedores ambulantes circulando na sala de espetáculo durante o intervalo da peça. É o cúmulo! O teatro não precisa desse "faturamento" extra para sobreviver. Vamos respeitar mais esse templo que é o teatro e deixar a pipoca e amendoim para o cinema e parques de diversões, em respeito ao próprio público amante do teatro e principalmente aos atores, que buscam proporcionar a todos o melhor espetáculo e momentos de pura arte e diversão.
 

E para finalizar, um apelo extra feito aos espectadores - além do que é já é feito antes do início de cada espetáculo: Pelo amor de Deus, desliguem de verdade seus celulares! E nada de deixar eles ligados mesmo no "vibracall", para no meio da peça "disfarçadamente" consultar suas mensagens, achando que ninguém está se percebendo. Diminuir a luz da tela e ficar à toda hora se curvando na cadeira, não vão fazer com que quem está próximo não se sinta incomodado. Portanto, se você é tão escravo e dependente desse aparelhinho de comunicação, que não possa esquecer dele por duas horinhas que sejam, um pedido: por favor, não vá ao teatro! Vá para um bar, a um cinema ver um filme de aventuras ou então fique em casa. Os deuses do teatro agradecem!

No próximo capítulo falaremos dos espetáculos e da ocupação dos teatros.  Aguardem!

 

UM NOVO SHOWGUIDE JÁ ESTÁ CHEGANDO. MAIS ATUAL, ÁGIL, INTERATIVO E COM MUITAS PROMOÇÕES. CONFIRA!

Este site é melhor visualizado na resolução padrão de 1366 x 768 pixels.
Showguide - Tix Prime
 ® 2001-2019 - Todos os direitos reservados